Friday, January 19, 2007

Citando de novo

Sexta passada fui até ao Lux e a noite foi de tal maneira violenta que sábado acordei tarde, fui para o miradouro lanchar com uns amigos enquanto Lisboa escurecia sob o sol alaranjado, dei um salto às docas para a corridinha diária, tomei um duche e, de corpo partido mas bem fresquinho e agasalhado, fui buscar o jantar ao restaurante japonês ao lado de casa e instalei-me no sofá a ver a primeira parte do Sporting e a segunda do Barcelona. Depois, vi o Hotel Ruanda (completando, depois de Shooting Dogs, a minha duologia pessoal de filmes sobre os crimes hediodos do Ruanda) com o meu irmão e, não contente com um dia, na sua tranquilidade, perfeito, vim ver os mails pela última vez antes de me deitar. Tinha alguns comentários no blog. A partir de comentários aqui no blog, descubro outros blogs, é sempre assim, porque vou sempre aos blogs de que comenta ver quem são as pessoas e, por vezes, ver os blogs que essas pessoas têm referenciados. Nesse sábado à noite, através deste processo de referências sucessivas, descobri um blog que é tão bom que me apetece guardá-lo só para mim, por um lado, e divulgá-lo a todo o Mundo, por outro. Lembro-me que fiquei horas a lê-lo. Li literalmente dois anos do princípio ao fim, durante tempo suficiente para arruinar os meus planos de me deitar cedo.

Parece que no sábado me escapou um texto - porque só o descobri hoje - que, para mim, resume a pessoa que o escreve, que eu não conheço de lado nenhum mas que se expressa com tanta transparência, que se poderia dar ao luxo de desprezar as palavras, se quisesse.

Chama-se "Marta" e escreveu isto:

http://wwwbanalidades.blogspot.com/2005/09/rabisco.html

É tão raro eu gostar da mesma coisa que a maioria das pessoas, que seria muito provável estar aqui a citar um blog em vão. No entanto, neste caso, acho difícil alguém desgostar do que a "Marta" escreve e, se a divulgo, é porque sinto que estou a fazer justiça a uma pessoa muito especial, que justifica, com o seu, a existência de blogs.

3 comments:

Maria Strüder said...

Sim escreve bem a pikena.
Obrigado por partilhares connosco.

Joana said...

A martinha é aquela menina que quando escreve tem a capacidade de tocar cá dentro... tal como tu!

El-Gee said...

*blushing"