Friday, April 20, 2007

Citando

Desde sempre me opus àquela tese absurda de que a sociedade dos EUA, por isto e por aquilo, cria monstros e não se deve surpreender perante massacres perpetrados por esses loucos nos seus espaços públicos.

Por isso, gosto de saber que alguém se deu ao trabalho de pesquisar um bocado sobre o assunto e dar-me, também a mim, razão:

http://ablasfemia.blogspot.com/2007/04/alemanha-18-dead-in-german-school.html

7 comments:

canetas said...

Não dúvido que todas as sociedades criem monstros.

Dúvido é que os monstros das outras sociedades tenham tanta facilidade em arranjar umas Glocks e umas G-3s para dizimar toda a gente que vêem à frente.

El-Gee said...

Aparentemente, pelo que cito neste post, não é a acessibilidade às armas que leva ao crime.

canetas said...

Não disse isso.

Apenas acho que há mais propensão para problemas quando os malucos têm acesso facilitado a armas.

Além disso, como em tudo, como naquela que critica que tive a oportunidade de fazer ao teu post sobre o Blood Diamond, isto é uma macro-explosão de um micro-evento que é muito mais mortífero que é a constante taxa de homícidios por armas de fogo.

Já agora acho também interessante que isto seja algo que a blogosfera comenta com tanta avidez, sendo que diariamente no Iraque, no Darfur, na Serra Leoa e na Coreia do Norte, morrem bastante mais pessoas.

El-Gee said...

A blogosfera portuguesa, como a do resto do Mundo desenvolvido, comenta aquilo que a agenda noticiosa lhe pede para comentar.

A agenda noticiosa dos países desenvolvidos é determinada pelas agências de notícias europeias e norte-americanas

As agências de noticias europeias e norte-americanas, noticiam aquilo que a maioria das pessoas suas clientes quer saber.

A maioria das pessoas clientes das agências de notícias europeias e norte-americanas são cidadãos europeus e norte-americanos.

Os cidadãos europeus e norte-americanos estão mais preocupados com o que se passa na Europa e nos EUA do que no Resto do Mundo.

É por isso que a blogosfera portuguesa reage mais facilmente a um massacre nos EUA do que a um massacre no Sudão.

delilah said...

Nunca gostei muito dessa musica, mas hoje ate faz sentido
*

Sarah Said said...

gosto da maneira como escreves, pintas as ideias e nao te limitas a descrevelas. e bom saber que tambem nao te deixas levar pelo que a maioria pensa (e o mal do nosso seculo).

beijinhos,

Raquel

PS: desculpa se fico a parecer demasiado opinativa!

ze maria said...

nem mais luís, os EUA podem ter problemas, mas não são tão maus como os pintam. consequências da grande parte dos jornalistas serem de esquerda.