Sunday, November 12, 2006

Desencontros

"Hi!" diz-me alegre, e encosta a sua bicicleta a beira da estrada. E linda. Tem um sorriso perfeito e longos cabelos negros. "Where you from?" Veste uma longa tunica cor-de-laranja vivo, por cima das calcas azuis. Sorri com timidez. Fala com a vontade. Estamos a beira de uma barulhenta estrada em Sauraha, todo o Mundo passa por nos. Mas falamos muito e ela sorri. Vai ser professora um dia. Um dia em que nao a verei. Passam bicicletas, carros, jeeps, riquexos, pessoas, carrocas e camioes. As pessoas olham. Mas estamos so os dois, fechados um no outro. Passam minutos, sorrisos, lindas gargalhadas. Fotografo-a. Nao a quero perder. E tal com chegou, despede-se. "Bye!". E salta para a bicicleta, e pedala devagar. Pe ante pe, desaparece entre tantos outros pedais, tantas outras cores, tantos outros longos cabelos negros, ate ser so um ponto distante, de volta ao seu mundo e deixando-me perdido no meu.

5 comments:

Lorena said...

Só falta mesmo nós podermos ver a fotografia...

mankes said...

mankis estou a viver ctg esta viagem, alias, pelos teus escritos, como ja reparaste, nao sou so eu. Estou fascinado e maravilhado com as tuas descrições e cada vez mais percebo o destino. Penso que se tivesse ido ctg, nao irias viver ou senir metade daquilo, que agora nos transmites. Tens sido uma inspiração para muita gente, e sem duvida, estavas destinado a seguir viagem sozinho. Admiro-te, em particular, pela tua audácia e espirito viajante, pondo em causa, vezes sem conta, se estaria a tua altura nesta odisseia!
Feliz seja o destino.
Um grd abraço familiar (que sabe sempre bem) e nao pares de escrever.

Anonymous said...

Este 'Desencontro' é o 'pormenor'(?!) que faltava ao excelente Relato Aventureiro, para a Obra ficar completa e ainda mais envolvente...
Bem Haja pelos fantásticos momentos de leitura com que nos tem brindado e pelo relato real de destinos tão fantásticos e longínquos.
SE

Cuca said...

Que bom que é quando entramos no blog e vemos que nos escreveste mais um pouco. Temos ali a certeza que os proximos minutos vão ser muito bem passados. Cada palavra tua faz-nos sair um bocadinho daqui e viver ctg um nanico que seja dessa tua espectacular viagem. Admiro a tua coragem, não é qq um que se lança assim.

Grd Bj

José Maria Norton de Matos said...

O mankes disse muito bem, se tivesse ido mais alguem contigo, nao ias conseguir sentir tudo como estas a sentir. So estando sozinhos num sitio desconhecido e' que nos conseguimos encontrar.