Friday, October 20, 2006

Pequena reflexão sobre a miséria humana

“Passo, de táxi, por uma estrada de poeira nojenta e questiono-me como podem estes seres humanos viver nestas condições: cabanas de madeira construídas sobre palafitas debruçam-se descascadas sobre um esgoto aberto, numa mistela podre de lama, chuva, lixo e dejectos humanos. Esta gente é suja, veste farrapos e parece arrastar os corpos desfeitos pela sujidade do seu mundo. Que horror. Que nojo. Ainda bem que não vivo aqui. Será que falta muito para chegar ao hotel? Estou cheio de fome. Isto não são pessoas, são bichos. As pessoas não vivem assim.”

Excerto de uma mente comum (e imaginária) e, hipoteticamente, até bem intencionada, não se apercebendo de que ao negar a Humanidade a outro da sua espécie está, automaticamente, a tornar-se ele próprio no mais elementar dos animais.

5 comments:

Anonymous said...

Excelente, mas está para nascer o primeiro que não pensa assim.

Não existem animais elementares nem complexos.

O homem é um animal, não estamos é habituados à palavra.

Anonymous said...

Excelente, mas está para nascer o primeiro que não pensa assim.

Não existem animais elementares nem complexos.

O homem é um animal, não estamos é habituados à palavra

El-Gee said...

lentamente, vou chegando a essa conclusão: não do homem ser um animal - isso já sabia - mas de ser um verdadeiro bicho.

Sofia said...

there's still hope el-gee

http://www.grameen-info.org/Media/mediadetail6.html

alma gemea...... said...

O homem é um bixo sim mas com três importantes diferenças....A capacidade de rir, a consciência da sua própria morte, e o facto de ter um gluteo saliente.Eu pessoalmente destaco o gluteo feminino e a capacidade de rir, só assim aceito ser apenas 1% diferente do chimpazé....