Saturday, February 07, 2009

aINDA mAGDA

Uma antiga suspeita da maioria dos meus, sempre atentos, leitores confirmou-se ontem, para espanto da minha ingénua visao da vida: a Magda gosta de mim. (O que é uma ganda merda, claro.)

É incrivel o sucesso que "O caso Magda" tem feito com amigos e desconhecidos, e parece-me fazer-vos a todos muito felizes saber que mais um episódio se processou ontem à noite, nomeadamente por volta das duas da manha, hora a que a maioria de voces estava a trabalhar.

Acontence que fomos todos sair (o Pete, a Kate, eu e a Magda, mais algumas amigas do Pete) e, as tantas, o pobre Pete tentou beijar a Kate, que lhe deu com os pes, pelo que o desgracado se comecou a sentir mal ali no meio e decidiu abalar com as amigas para outro lugar, deixando-me a mim com a Kate e com a Magda, isto é, nem sozinho nem bem acompanhado.

Obviamente que no mesmo minuto fugi dali tambem eu, mas por essa altura o Pete e as outras ja estavam num taxi, pelo que acabei noutro bar ali ao lado, onde por sorte encontrei uns amigos, e etc e coiso e agora tou com uma ressaca do caracas.

Ora bem, a melga da Magda pegou na Kate e andaram desesperadas a minha procura (5 chamadas propositadamente nao atendidas) e, falhando no seu objectivo de me encontrarem, decidiram ir ter com o infeliz Pete a outra discoteca. Mal o viu (e o que sei disto contou-me o Pete hoje), a Magda desatou num pranto desmedido por eu nao estar la, aos berros a dizer que quando saia comigo queria voltar para casa comigo (meu deus), e que nao me queria deixar sozinho, e mais nao sei o que, e tal e tal tal, enfim, o eterno drama da mulher bebada. Eu tar ali ou nao tar equivale a rasgar um collant, ou encontrar uma gaja com o mesmo vestido na mesma festa, ou pingar o vestido de noiva com chocolate no dia do casamento, enfim, eu nao tar ali foi um drama de sete avenidas.

Agora, segundo o Pete, a Magda vingou-se desta coisa toda ao agarrar-se a um mamarracho qualquer na pista de danca, com quem dez minutos depois estava a sair da discoteca, mostrando-nos a todos quao respeitável é e quao nobres sao os seus sentimentos por mim. Melhor que tudo, o Pete disse-me que o tipo "era um bocado gordo", tendo depois confirmado que era "um bocado mais magro que o Michael" quando eu lhe perguntei "quao gordo?".

O Michael é um chines de 95 kilos que trabalha comigo e com o Pete.

(Ja agora, a titulo puramente informativo, acrescento que tem um bigode ralo e fuma cigarros de mentol, mas nao sei se o gajo da Magda tambem partilha estas duas singulares caracteristicas.)

Eu, por mim, dormi sozinho e, alias, nada bem, mas isso nao interessa nada, como, alias, a Magda tambem nao interessa.

Estou um bocado desiludido por ela me achar piada porque agora vou passar a sentir-me mal por nao a tratar bem, ja que uma coisa era dar para tras a uma amizade e outra coisa é estar a magoá-la.

Pior que isto tudo, é que, ja se sabe, quanto mais lhe der para tras agora mais ela se vai ameixoar, a menos que, com sorte, o tipo "um bocado mais magro que o Michael" tenha tratado dela com o devido rigor e, ao contrario de mim, esteja interessado em passar tempo com a pobre Magda que, alias, em peso, se nao equivalente, é pelo menos um fiel competidora.
 

7 comments:

Vee said...

sem sombra de dúvida tens que dar a verdadeira dica de ela ir ver o filme: he's just not that into you, sendo no teu caso - hes absolutly not into you ever. pode ser que assim ela se manque de vez

Nônô said...

EU BEM DISSSSE!!!! Era óbvio, completamente óbvio! Agora mais vale seres directo, porque isso vai acabar por ser o que a "menos magoa", e só assim é que ela te deixa em paz, mesmo!

Isto é, se ela voltar a convidar-te para saír, o que vai ser já hoje, ou amanhã, ou o mais tardar na segunda (para almoçar).

Bem, boa sorte!

P.S. - ela não se inxerga mesmo, coitada...

said...

hipótese 1- a "Magda" é feia
hipótese 2- a história é puramente ficcional
hipótese 3- a magda é gira e és tu que andas atrás dela

Atrás da Lua said...

Obrigada pelo update (estava a tornar-se uma distracção bastante perigosa, pensar no que andaria a Madga a fazer...)

Sendo que ela, obviamente, se encantou com qualquer característica tua/um conjunto de características tuas só tens de acabar com esse encantamento (*): desenvolve um súbito síndroma de Tourette...

(*) - ou então não e é só a teoria da convivência no seu melhor, mas a solução proposta também assim deve funcionar.

R. said...

Já dizia o Gabriel...Ajoelhou? Vai ter que rezar! Quando lanças a rede vais sempre acabar por apanhar peixes nos quais não estavas interessado. Agora já sabes. Boa sorte!

Sofi_S said...
This comment has been removed by the author.
Sofi_S said...

Pois tá claro que toda a conversa que tivémos há umas semanas sobre este assunto se confirmou a 100%. Não falhei nem um pouco! E agora levas com um valente "I Told You So!". Pois, ela acha-te piada! A marcação era tão cerrada que não dava hipótese a dúvidas... aliás só na tua cabeça mesmo! E agora fico à espera das cenas dos próximos capitulos de: Magda, a Stalker in Love. Por favor não deixes de contar cada um deles em detail!